BIOGRAFIA

Uma Jornada do Sucesso

Adelmario Coelho e Silva, mais conhecido como Adelmario Coelho, é um cantor baiano, natural de Barro Vermelho, localizado no distrito de Curaçá, no norte da Bahia. Nascido em 19 de agosto, Adelmario sempre gostou da música nordestina, ainda jovem ele acompanhava sanfoneiros da região por mera diversão. Hoje o artista é um dos maiores cantores de Forró do Brasil, reconhecido por representar a autentica música nordestina.
Aos 17 anos, Adelmario se mudou para a capital Salvador, quando teve uma breve passagem pelo exército. Antes de se tornar músico, o cantor também trabalhou no Polo Petroquímico de Camaçari (BA), emprego que era o sonho de muitos naquela época. Neste mesmo período, casou-se com sua esposa Marinalva, com quem teve três filhos, William, Willgens e Daiane.
Na capital baiana, Adelmario costumava visitar o lendário restaurante Uauá, no bairro de Itapoan, um dos poucos lugares em que se tocava forró em Salvador. Amigo do forrozeiro Fel do Acordeom, ele costumava a “dar canjas “ no local.
Mas o primeiro contato profissional de Adelmario com o mundo da música aconteceu, em 1994, quando o artista compôs a canção “Barro Vermelho e Sua Realidade”. Ele procurou o estúdio de Edson Lima que, impressionado com o talento de Adelmario, convocou o compositor, músico e poeta Onildo Almeida para gravar um LP.
Mas o sucesso de Adelmario Coelho aconteceu quando o cantor resolveu gravar um novo trabalho, desta vez um CD que recebeu o nome de “Não fale mal do meu país”, devido a uma faixa de mesmo nome no repertório do disco. Os CD’s foram produzidos em São Paulo e enviados, de caminhão, para a Bahia. Porém, o veículo que transportava 3.000 exemplares do disco tombou em Porto Seguro (BA) e a carga foi saqueada. O que deveria se configurar como uma tragédia, uma vez que aquelas cópias seriam distribuídas entre amigos, acabou se tornando uma grande vantagem. Um dos discos chegou até o radialista Charles Sena. Foi aí que a canção “Não Fale Mal do Meu País”, composição de João Caetano, estourou nas rádios e se tornou umas das canções mais executadas do São João daquele ano de 1995, sendo o primeiro grande hit de Adelmario Coelho.
Em 2000, o cantor conquistou o segundo lugar dos Cds mais vendidos na Bahia com o lançamento do disco “Adelmario Coelho Ao Vivo”. Posteriormente, o artista lançou o álbum “Adelmario Coelho Acústico – Visita ao trio Nordestino 1”. O disco que deveria ser apenas uma homenagem ao trio, se tornou um marco da luta pela manutenção e divulgação da cultura nordestina, sendo premiado e alcançando sucesso de vendas, se destacando nacionalmente, após ocupar o 24º mais consumido no Brasil, conquistando a faixa de 300 mil cópias vendidas, no ano de 2002.
No ano de 2006, a Gravação do CD/DVD “Minha vida, meu forró”, realizado na Concha Acústica, em Salvador (BA), foi outro marco na carreira do artista que dividiu o palco com Dominguinhos e ainda registrou a participação da família Coelho em uma das canções. Família esta que sempre teve um papel fundamental na carreira de Adelmario. No início de tudo, sua esposa Marinalva atuava como produtora e coreografa, até pondo os filhos para dançar no balé dos shows.
Em 2012, em homenagem ao centenário do Gonzagão, Adelmario Coelho grava o álbum “Abrindo o Baú de Luiz Gonzaga”, com músicas pouco conhecidas do Rei do Baião. No mesmo ano, o livro “Adelmario Coelho e a cultura nordestina” é lançado com livraria lotada e logo teve sua edição esgotada. Neste trabalho, a vida e carreira do forrozeiro é retratada em paralelo com as muitas narrativas sobre as tradições e toda diversidade cultural existente no Nordeste.
Comemorando 20 anos de carreira, no ano de 2014, Adelmario lança o álbum “Revirando as Gavetas”, com sucessos de sua trajetória. Em 2019, o artista inova mais uma vez, trazendo um projeto totalmente moderno para o palco, resgatando toda a sua trajetória artística em uma apresentação que recebeu o nome de “Carrossel do Tempo Live Show”, em comemoração aos seus 25 anos de carreira. Aqui, ele surpreende fãs, parceiros, imprensa e amigos, com uma produção grandiosa e detalhista que, entre outras participações, contou a presença de Ivete Sangalo e Carlinhos Brown. O trabalho foi gravado com um cenário de paisagem natural e urbana da Baía de Todos-os-Santos, no Forte São Diogo, na capital baiana.
Tanto conteúdo e talento merecem os holofotes mundiais. Foi assim que Adelmario Coelho atraiu o interesse da mídia nacional, sendo pauta de programas diversos da mídia televisiva em todas as emissoras. O reconhecimento vem também através dos mais de 30 títulos de cidadania recebidos, tamanha a sua representatividade cultural. Realizando shows em todas as capitais do país, Adelmario também contabiliza turnês internacionais, passando pelo EUA, Espanha, Itália e França. Ao todo, o forrozeiro contabiliza mais de dois milhões de CD’s e DVD’s vendidos, em uma lista de mais de 20 CDs gravados.

Adelmario Coelho © 2019 todos os direitos reservados.