OUÇA AGORA NAS PLATAFORMAS DIGITAIS

Chineses estão maltratando e abatendo jumentos na Bahia,
contaminando rios e terras e ninguém está fazendo nada contra essa barbárie. Precisamos colocar um fim nisso!

Você sabia que centenas de jumentos estão morrendo por maus-tratos nesse exato momento? Você acha justo que esses animais passem fome e sede? Você acha correto seus corpos serem abandonados em valas coletivas a céu aberto, apodrecendo lentamente e contaminando o solo e os rios?

Assista ao vídeo até o final, reflita e compartilhe com outras pessoas!

Pois, é exatamente isso que vem acontecendo no nordeste deste país, que é famoso pelo carinho e respeito com os animais e o próximo!

Centenas de jumentos estão morrendo no interior da Bahia, por maus-tratos e isso precisa acabar urgentemente.

A notícia dessas mortes se espalhou por causa de uma empresa chinesa que cria os animais para abate e exportação. Uma vez que, no Vietnã a carne de jumento e seu couro são usados na alimentação e vestuário dos humanos.

No entanto, essa empresa chinesa não possui o menor respeito com esses animais, os colocando em espaços pequenos e áridos, sem alimentação e água. O que faz com que os eles sofram até a morte, que acontece por desnutrição e desidratação.

Agora pense bem, por mais que estejamos falando de animais que são criados para serem abatidos, você acha certo que eles sejam mantidos nessas condições de sofrimento extremo?

Sem o menor respeito, cuidado ou atenção mínima!?

Qualquer pecuarista que se preza e respeita seu empreendimento, mesmo que não se incomode em tirar a vida dos animais, trata sua criação com mais respeito do que isso!

Se maltratar caes e gatos é crime, por que maltratar jumentos nao é!? Por que permitir que os Chineses continuem maltratando e abatendo os jumentos no nosso país? Contaminando o solo, os rios, e destruindo uma espécie nativa que faz parte da nossa história!?

Estamos falando de vidas que foram fundamentais na construção na história da nossa região. Animais que cooperaram com o trabalho dos humanos e o sustento de muitas famílias nordestinas, sem cobrar nada em troca.

Animais que fazem parte da nossa história, cultura e amor e que precisam ser respeitados e preservados. Porque, se as coisas continuarem como estão, é possível que em poucos meses, os jumentos sejam extintos, e se tornem apenas lendas nos livros de história de nossas crianças.

Qualquer nordestino que se preza não pode permitir que isso continue acontecendo.

É preciso lutar para acabar com essa barbárie que vem assolando nossa região e colocando em risco a nossa essência cultural e nossos animais tão amados. É preciso mostrar a esses chineses com quanto paus se faz um nordestino, e que na nossa terra, estrangeiro nenhum vem colocar nossa cultura, fauna e flora em risco!

Porque com nordestino não se brinca!

E, a melhor maneira de fazer isso é colocando “a boca no trombone” e denunciando essa calamidade ao maior número possível de pessoas.

Quanto mais gente souber desse absurdo, menos força esses chineses terão para continuar a fazer o que estão fazendo!

A notícia se espalhou e muitos jornais comentam o fato… Veja as notícias sobre esse crime!

Até quando seremos coniventes com essa situação!? Sim coniventes, pois, saber que isso está acontecendo e não intervir de alguma maneira para tentar acabar com esse HORROR… É ser conivente com esse crime!

É preciso acabar com esse disparate!

Conivência com esse massacre hediondo é uma coisa que o cantor nordestino Adelmário Coelho não tolera! E, foi exatamente por isso, que ele criou uma música protesto que condena a matança cruel dos jumentos no nordeste do país.

A música do forrozeiro baiano, chamada “Burro é quem mata Jumento”, nasceu motivada pelo inconformismo com a criação desrespeitosa de jumentos que vem levando muitos animais a morte, antes mesmo de estarem prontos para seu destino de abate. Outro motivo que o deixa desolado.

Adelmário, assim como muitos nordestinos e nortistas, acredita que os jumentos são animais que podem ser criados para fins mais adequados, como trabalho ou simplesmente companhia e estimação.

E, não apenas para alimentação e vestuário como tem acontecido nessa fazenda de chineses. Afinal, estamos falando de animais dóceis, fortes, resistentes e extremamente inteligentes.

Animais que podem ter um destino mais digno que a alimentação. Esse animal é um dos símbolos do nosso país, símbolo do nosso norte e nordeste e não pode continuar sendo tratado com tanto desrespeito.

O cantor usa a sua voz e talento para defender a sua ideia.

É preciso acabar com esse disparate!
Precisamos mostrar ao mundo como o povo nordestino é unido e capaz de vencer qualquer barreira. Precisamos mostrar a esses chineses que com nosso povo, e nossos jumentos, não se brinca! Afinal, nenhum brasileiro é tão regionalista e defensor de suas origens e culturas como o povo nordestino. E, se existe um animal que faz parte da nossa história, e precisa ser preservado e amado, esse animal é o Jumento! Portanto, convoco todos os nordestinos e brasileiros dispostos a defender nossos animais e lutar contra esses estrangeiros que estão acabando com a nossa cultura!

Quem é o artista Adelmário Coelho?

Adelmário Coelho é compositor e intérprete baiano, nascido em Barro Vermelho, um pequeno distrito do município de Curaçá, a 600 km de Salvador – BA. Um autêntico nordestino que defende suas raízes brasileiras e o forró pé-de-serra, levando seu som e toda a sua cultura em shows por todo o Brasil.

“Forró é mais do que cultura, é um estilo de vida, pessoal e íntimo.” 

Diz o cantor.

Adelmário cresceu em uma casa humilde, onde os jumentos eram tratados como parte da família, ajudantes na lida, companheiros nos momentos de descanso. Animais fortes e inteligentes que recebiam todo o respeito que lhes era devido. Por isso, a notícia que esses animais estão sendo criados para a exportação de sua carne e couro, e que centenas deles simplesmente morrem por maus-tratos durante essa criação, impactou tanto o cantor. O deixando completamente consternado e com o sentimento de obrigação… Obrigação de protestar contra esse absurdo!

Claro que a melhor maneira de protestar contra a tortura e morte de centenas de jumentos, que Adelmário encontrou foi criando uma música. Uma música emocionante que certamente se tornará um hino de luta por uma vida digna para esses animais e resistência contra a extinção do jumento.

É certo que, em muitos lugares os jumentos estão sendo substituídos por motos e outras máquinas. No entanto, a modernização não pode ser motivo para apagar toda a contribuição que essa espécie já promoveu ao nosso povo sertanejo.

Os jumentos, assim como os seres humanos, são seres vivos, animais com sentimentos e inteligência suficiente para serem respeitados e tratados com amor, cuidado e respeito!

Isso precisa acabar e você está fazendo o quê?

Não permita que esse massacre continue e os animais permaneçam sofrendo e morrendo de sede, sem dignidade! Nós brasileiros, não podemos deixar que uma espécie nativa de nosso país, responsável pela construção da nossa história e desenvolvimento de muitas cidades, sejam simplesmente tratados como um mero pedaço de carne e acabem sendo extintos.

AFINAL, BURRO É QUEM MATA JUMENTO!

DEPOIMENTOS

Duda Mendonça, cantor e compositor

“Conheço Adelmário há muito tempo e ele sempre teve a preocupação com o meio ambiente e defesa dos animais. Tem uma grande canção sobre a vaquejada, que retrata muito bem que essa trajetória não é de agora. Sou fã do cantor Adelmário e da pessoa enquanto amigo, pai e esposo. Todo sucesso é o que desejo”.

William Coelho

Adelmário é um grande intérprete, apresenta um estilo próprio em tudo que faz. A música para ele vai além de subir no palco e soltar a voz, é uma missão para transmitir mensagens transformadoras e ajudar pessoas. Tenho orgulho de tê-lo como pai.

Junior Vieira

Foi um enorme prazer criar esta letra para Adelmário. Tudo na sua voz ganha vida e um novo sentido. Fico ainda mais feliz por se tratar de uma canção em defesa de um animal tão importante e representativo da nossa cultura.

NA MÍDIA

‘Burro é quem mata jumento’: Aldemário Coelho lança música contra o abate de jegues

Ver matéria completa

Adelmario Coelho lança música como protesto contra morte de jumentos e jegues

Ver matéria completa

Forrozeiro Adelmário Coelho lança música em protesto contra abate de jumentos; ouça!

Ver matéria completa

Adelmário Coelho lança música contra o abate de jumentos

Ver matéria completa

Acompanhe Adelmário Coelho nas redes sociais para conhecer o artista e seu estilo de vida.
© 2019 Adelmario Coelho. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por CriaTec